HOME
INSTITUCIONAL
SEGMENTOS
SOLICITE UMA PROPOSTA
ATENDIMENTO
INFORMATIVOS NCC
ACOMPANHAMENTO ONLINE
ícone NCC no Facebook ícone NCC no Linkedin ícone NCC no Twitter ícone NCC no Google Plus NCC Certificações NCC Certificações
Serviços
Newsletter NCC (saiba mais)

R. Conceição, 233 - Sala 2511
Campinas/SP - CEP 13010-916
CNPJ: 16.587.151/0001-28
Tel. +55 19 2517-9600

08/09/2014
NCC NEWS - IPEM-MT FISCALIZA 535 PRODUTOS PARA O CONSUMO SEGURO

[ Publicação: Midia News em 29.07.2014 | 16h19 ]

Ipem-MT fiscaliza 535 produtos para o consumo seguro

Dentre os produtos checados, 499 produtos foram aprovados e 36 reprovados, registrando um índice de irregularidade de 6,73%

Assessoria/Ipem-MT

A Operação Especial Estadual Família Segura realizada, na semana passada, nos municípios de Sorriso, Sinop, Pontes e Lacerda e Canarana avaliou 535 produtos entre chapa térmica elétrica, ferro elétrico, fogão a gás, liquidificador, maquina elétrica de costura, panela de pressão, sanduicheira elétrica, secador elétrico de cabelo, umidificador elétrico e ventiladores comercializados.

Segundo a diretora de Avaliação da Conformidade do Instituto de Pesos e Medidas de Mato Grosso (Ipem-MT), Marli Nascimento, o trabalho teve o objetivo de fiscalizar e, em casos de irregularidade, notificar ou retirar do mercado produtos que possam causar algum dano à saúde e segurança do consumidor, "prevenindo assim o acidente de consumo”.

Dentre os produtos checados, 499 produtos foram aprovados e 36 reprovados, registrando um índice de irregularidade de 6,73%. “Todos os produtos estão sujeitos a fiscalização diariamente, porém os estados que fazem parte da Rede Seguro e Saúde, de acordo com orientação do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro), devem desenvolver ações isoladas focando em produtos que podem provocar acidente de consumo”, relatou Marli.

A agente metrológica do setor de Avaliação da Conformidade do Ipem-MT e responsável pelo Consumo Seguro em Mato Grosso, Suziane Cristina, explicou que as operações estaduais são desenvolvidas com base em relatórios do Sistema de Monitoramento de Acidente de Consumo (Sinmac), "que indicam quais produtos possuem registros de acidentes, com maior índice de irregularidade, permitindo realizar ações como estratégia de fortalecimento da segurança de um determinado grupo de produtos”, completou.

Consumo Seguro/Acidente de Consumo

O Inmetro criou o Sinmac para aumentar ainda mais a segurança do consumidor. A ferramenta dá os subsídios necessários para que possam ser feitas campanhas educativas, regulamentação de produtos sujeitos a avaliação da conformidade e recalls.

No Brasil, o Inmetro monitora casos de Acidentes de Consumo desde 2006, por meio do banco de dados de Acidentes de Consumo. A partir de agora, inicia-se uma nova etapa com o Sinmac, que irá gerar relatórios e estatísticas de acidentes de consumo registrado no País.

O Brasil faz parte da Rede Consumo Seguro e Saúde (RCSS), uma parceria entre Inmetro, Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon) e Ministério da Saúde. “O Inmetro disponibilizou para os órgãos delegados cursos voltados ao entendimento sobre a Rede Seguro e Saúde. O objetivo é formar agentes de vigilância de mercado, com base nos mecanismos utilizados pela União Europeia e Estados Unidos”, completou a agente metrológica.

Cidadãos interessados em deixar algum relato podem acessar a página on-line do Inmetro, do Ipem-MT ou a página de qualquer outro órgão delegado pelo Inmetro.

O Ipem é um órgão delegado do Inmetro e vinculado à Secretaria de Estado de Indústria, Comércio, Minas e Energia (Sicme-MT).

(+)Acesse: www.midianews.com.br/conteudo.php?sid=3&cid=205189

Camila Lemos - E-mail: carlos.vieira@ncc.com.br | Fone/Phone: +55 (19) 2517-9688

A NCC está à disposição para o esclarecimento de eventuais dúvidas.

Solicite uma Proposta | Trabalhe Conosco | Intranet | Webmail | Desenvolvido por Criamix MKT|DZN